Lambida de cachorro faz mal?

Algumas pessoas acham que a saliva do animal pode até curar ferimentos, mas, especialista garante que isso não condiz com a verdade

Você é daqueles que gosta de ganhar um beijo do seu cão? Cientistas da Universidade do Arizona, nos Estados Unidos, suspeitam que a lambida de um cachorro pode fazer bem para a saúde dos humanos. Segundo os pesquisadores, os micróbios escondidos nos intestinos dos animais podem ter um efeito probiótico no corpo de seus donos. Mas, cuidado: os estudos ainda são iniciais e não receberam o aval de profissionais da área.

O médico veterinário João Carlos Toledo, professor da PUC Minas, não recomenda o excesso de intimidade com o animal de estimação. "Qualquer saliva é perigosa, até mesmo a do ser humano. Porque é um lugar onde se concentram muitas bactérias. Considerando que o cão costuma lamber as partes íntimas, o chão, e alguns até comem fezes (cropofagia), o risco de contaminação é grande", alerta.

O especialista desconhece que a lambida do cão possa ter um efeito probiótico para os seres humanos. "A saliva do cachorro possui enzimas que ajudam na digestão, mas, sinceramente, eu não acredito que seja capaz de provocar um efeito positivo para o intestino das pessoas. A flora bacteriana do animal é diferente da flora do ser humano. É muito temerário esse tipo de interação", analisa. Os cientistas do estado do Arizona estão recrutando voluntários para participarem de uma nova pesquisa que comprove ou não se as suspeitas são verdadeiras.

João Carlos Toledo não aconselha a intimidade exagerada com os cães, mas apoia a interação com os animais. "É importante ressaltar que o cachorro possui uma função muito importante na convivência com os humanos, podendo ajudar crianças e idosos. Essa boa relação é comprovada por estudos", enfatiza.

Vinícius Andrade - Encontro Digital
Fonte: http://sites.uai.com.br/app/noticia/encontrobh/atualidades/2015/03/23/noticia_atualidades,152727/lambida-de-cachorro-faz-mal.shtml


Comissão aprova veterinário gratuito para animais de pessoas carentes

O Ministério da Saúde, em parceria com as prefeituras e os estados brasileiros, pode ser obrigado a disponibilizar atendimento veterinário gratuito aos animais de pessoas carentes, com renda familiar inferior a três salários mínimos. A Comissão de Seguridade Social aprovou o projeto de lei (PL 3765/12) que diz que caberá ao poder público municipal providenciar não só as consultas veterinárias, mas também a realização de cirurgias em geral.

A empresária e protetora de animais Leda Frota acredita que abandonos acontecem porque muitas pessoas não conseguem custear o atendimento veterinário e a aprovação desse projeto poderia mudar esse quadro.

“O mais caro para a pessoa que tem um animal de estimação e para quem também ajuda animais de rua é o veterinário, porque às vezes o caso nem é grave. Aí você leva, o veterinário diz: ‘é só essa medicação e o resto de remédio você dá em casa’. A gente pode comprar o remédio, pode comprar a ração, mas a consulta, o atendimento, eles cobram muito caro. Então, facilitaria muito e isso, sim, não geraria o abandono.”

Os animais e a clarividência: previsões, pressentimento da morte do dono e outros diversos casos

Extrafísica
O Universo é cheio de mistérios que desafiam o nosso conhecimento atual. Confira algumas histórias sobre alguns fenômenos estranhos para estimular a imaginação e abrir a mente para novas possibilidades. Elas são reais? Você decide. (Na foto: os amigos do FCS Brasil em Ponta Grossa: o comunitário Pretinho e Skyh, o gato da família)

O veterinário Dr. Michael Fox tem encontrado muitas histórias de cães que sentem, a certa distância, quando seus donos estão em apuros e outras experiências que parecem indicar a clarividência em animais.

O Dr. Fox acredita que os animais podem se conectar no que ele chama de “empatosfera”, onde os pensamentos e sentimentos existem fisicamente. Eles parecem ser capazes de detectar eventos a uma distância significativa, ou  encontrar o  caminho para certos lugares (como os locais onde seus donos estão), mesmo que estes sejam locais desconhecidos. Segundo o Dr. Fox, isso decorre da alta capacidade de compreensão emocional (empatia) dos animais.

As capacidades nos animais são “mais claras do que as nossas, que [estamos] na maior parte do tempo sob uma consciência sobrecarregada”, escreveu o co-autor do livro “The Spiritual Anatomy of  Emotion”  (A Anatomia Espiritual das Emoções), Michael Jawer, em um e-mail para o Epoch Times, explicando a teoria do Dr Fox.

Aqui estão algumas histórias surpreendentes de animais que parecem perceber as coisas de uma forma que ainda não podemos explicar.

Proteção Animal começa na infância

Foto: Divulgação

A ANDA abre espaço para uma série de reportagens que abordará a proteção animal na infância, pois, é nessa fase que boa parte de nossa personalidade se forma. Muitas das experiências que temos quando crianças nos marcam para o resto da vida. Aliás, é lá na infância que muitos ativistas começaram a abraçar a causa animal mesmo sem se dar conta disso. Por isso, alimentar as crianças com atividades, livros, filmes e tudo o que possa motivar o amor e respeito aos animais é essencial para um futuro em que a natureza seja protegida e os bichos fiquem livres da escravidão.

Educadores com visão futurística percebem o quanto é importante falar de meio ambiente englobando tudo que está em torno da criança e não só de rios, praias e florestas, como se a natureza só existisse distante dela, só onde ela passa as férias. A Educação Ambiental moderna entende que a criança precisa ser motivada a respeitar a borboleta que pousa em seu quintal, as árvores das calçadas, os passarinhos que moram na cidade e os cães e gatos que vê na rua. Tudo faz parte da natureza: nós, as águas, as florestas, os demais animais… tudo. Ensinar a preservar apenas rios e florestas é ensinar pela metade porque grande parte das criaturas nasce e cresce nas grandes cidades.

5 Coisas que os cachorros conseguem perceber nos humanos

Você não precisa falar nada, porque o sexto sentido do seu cachorro é capaz de detectar tudo!

A intuição dos cachorros é muito forte. Aquilo que costumamos chamar de sexto sentido parece existir mesmo nos cães.
Nós não precisamos dizer nada e nosso cachorro sempre sabe o que estamos sentindo.
Veja a lista com 5 coisas que os cachorros conseguem perceber nos humanos:

1 - Seu humor - Eles são capazes de perceber com qual humor estamos. É muito comum o cão ficar estressado quando estamos nervosos ou não sair do nosso lado quando estamos tristes.

2 - Quando não estamos prestando atenção - Os cachorros são muito inteligentes. Já percebeu que eles são capazes de roubar uma comida da mesa naquelas 10 segundos que você se distraiu? Os cães sabem exatamente quando você não está prestando atenção em algo.

3 - Desigualdade – Um estudo recente descobriu que os cachorros conseguem perceber quando são tratados de maneira diferente em relação a outro cão. Os pesquisadores colocaram dois cachorros por vez e davam o mesmo comando por voz. Mas a recompensa só era dada para um deles. Então, o cachorro que não recebeu recompensa não respondia a mais nenhum comando.

4 - Quando você está doente – Muitos tutores afirmam que os cachorros ficam por perto quando estão doentes. E diversos estudos já comprovaram que os cães conseguem detectar células cancerígenas através do olfato.

5 - Se você não é confiável - Pesquisadores revelaram que os cachorros sabem quando alguém está mentindo. Para saber mais sobre o estudo clique aqui.

Escrito por Karina Sakita
Fonte: http://portaldodog.com.br/cachorros/listas/5-coisas-que-os-cachorros-conseguem-perceber-nos-humanos/

Tabela de idade

A saúde do seu pet pode mudar rapidamente com a idade dele.

Em torno dos 7 anos, seu pet entra na idade dos idosos. Normalmente, nesta idade, eles começam a desenvolver doenças comuns parecidas com as dos humanos como diabetes, doenças cardíacas, hipertiriodismo e câncer. Estas doenças podem chegar sem aviso e se desenvolver rapidamente por isso, prevenir essas doenças é muito importante. Com a tabela abaixo você poderá identificar a idade que seu pet se encontra e conversar com o seu vet qual o melhor conduta para prolongar, com saúde, a vida do seu pet.

peso em kg
idade
0-9
9-22
22-40
>40
1
7
7
8
9
2
13
14
16
18
3
20
21
24
26
4
26
27
31
34
5
33
34
38
41
6
40
42
45
49
7
44
47
50
56
8
48
51
55
64
9
52
56
61
71
10
56
60
66
78
11
60
65
72
86
12
64
69
77
93
13
68
74
82
101
14
72
78
88
108
15
76
83
93
115
16
80
87
99
123
17
84
92
104
131
18
88
96
109
139
19
92
101
115
20
96
105
120
21
100
109
126
22
104
113
130
23
108
117
24
112
116
25
116
120


Clique aqui para conhecer a tabela para os gatos.

Fonte: http://www.saudeanimal.com.br/tabela_idade.htm

Aves ameaçadas de extinção são protegidas na região de Itapetininga/MG

Um projeto de conservação de uma empresa de produção celulose contabiliza 407 espécies de aves catalogadas na região de Itapetininga (SP) nos plantios renováveis de eucalipto e em áreas de conservação ambiental. Dessas, 23 constam na lista de espécies ameaçadas de extinção do Estado de São Paulo, como araponga, pixoxó, azulão, águia-cinzenta, papagaio-verdadeiro, entre outras. Ainda, cerca de 25% são espécies endêmicas, ou seja, são 109 tipos que só existem em regiões específicas da Mata Atlântica. Esse total representa 51% da avifauna do estado.

As áreas destinadas à conservação correspondem a cerca de 40% da área de atuação da empresa, o que representa quase 63 mil hectares. Vinte municípios da região de Itapetininga, Itapeva, Buri, Capão Bonito e Guapiara fazem parte deste projeto.

O objetivo do projeto é identificar espécies de avifauna e promover a conservação das espécies. A empresa possui áreas florestais de eucalipto nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Mato Grosso do Sul e Bahia. No total são 967 mil hectares em todo país.

Seu cachorro está comendo grama? Conheça os motivos desse comportamento

O comportamento animal tem sido um dos assuntos mais abordados hoje em dia e este, sem dúvida, é um dos comportamentos mais intrigantes, pois mais uma vez, várias teorias são mostradas.

Muitos veterinários garantem que o mato na dieta do cão funciona como uma erva medicinal. Eles comem gramas e matinhos quando se sentem com o estômago “enjoado”. A grama age como um irritante do estômago, fazendo o animal vomitar a comida “indesejada” ou o “veneno” ingerido.

A grama, também, adiciona fibra à dieta do animal, melhorando o trato intestinal e reduzindo o risco de câncer de intestino.

Há quem acredite que é uma forma de evitar ou banir os vermes intestinais. Mas, veterinários garantem: há cães que comem grama frequentemente e mesmo assim têm vermes e também existem aqueles que nunca foram vistos comendo grama e que nunca tiveram vermes.

Outra possível resposta é que os cães têm um desejo instintivo dos minerais e das fibras presentes no mato. Pode haver alguma verdade nessa resposta. Os antepassados selvagens do nosso cão de hoje se alimentavam principalmente de pequenos herbívoros como os camundongos, ratos, coelhos, etc.

Naquele tempo, quando esses cães ingeriam suas presas, eles geralmente consumiam junto a grama no estômago desses. Portanto, acredita-se que desde que os cães têm evoluído ao longo dos milênios, comer grama é parte de uma necessidade fisiológica como um complemento a uma dieta regular.

Fonte: http://www.petrede.com.br/2015/cachorros/seu-cachorro-esta-comendo-grama-conheca-os-motivos-desse-comportamento/

A importância das vitaminas na alimentação dos filhotes

POR ALEXANDRE DOMINGUES · 06/03/2015

Nutrientes presentes em uma alimentação balanceada são essenciais para animais em crescimento terem uma vida adulta saudável.

A nutrição está entre os principais cuidados para a saúde e bem estar dos filhotes de animais de estimação. Os 12 primeiros meses de vida são considerados os de crescimento para raças pequenas, e os primeiros 18 meses, para as raças grandes, ocasião em que os pets necessitam de uma alimentação completa e de qualidade.

A importância em fornecer os nutrientes necessários para os filhotes está ligada diretamente ao bom funcionamento do sistema imunológico, assim como o desenvolvimento dos ossos, tecidos musculares e também da pelagem. Ou seja, para o organismo do animal se desenvolver bem e ter uma vida adulta com a saúde impecável é necessário, antes de mais nada, vitaminas.

A vitamina é um micronutriente essencial na alimentação diária do pet. Além dela, proteínas e carboidratos também entram na lista do que cães e gatos devem ingerir diariamente. Andressa Felisbino, veterinária da DrogaVET – empresa pioneira no ramo e a maior rede de farmácias de manipulação veterinária no Brasil -, informa que os animais recém-nascidos precisam de um acompanhamento veterinário para monitorar a alimentação. “É importante ter essa atenção redobrada, pois a carência de vitaminas é responsável pelo aparecimento de diversas doenças nos animais, tais como anemia, processos alérgicos, hipersensibilidade alimentar e hipocalcemia”, diz Felisbino.

Tico aceito na matilha


Quem acompanha minhas postagens talvez se lembre do filhote de cão que achei abandonado no mato em dezembro passado... Não tive coragem de deixa-lo embora não quisesse adotar mais um; parecia uma caveirinha de tão magro.

Na época eu queria cuidar dele até que alguém o adotasse mas ele foi ficando, ficando e ficou... Quando alguém quis adota-lo eu não quis mais... rs
Agora ele é o Tico e foi aceito em nossa matilha!

Vejam as fotos e vídeos de como ele era e como está agora:

https://www.youtube.com/watch?v=o-2Ub7I9gJ8

https://www.youtube.com/watch?v=sxd8tivZQE0

http://salvabichos.blogspot.com.br/2014/12/filhote-para-adocao-adocao-e-guarda.html

http://salvabichos.blogspot.com.br/2015/02/1a-aula-de-natacao-do-tico.html

https://www.youtube.com/watch?v=W3PekPlySI0&list=UUmlPBYdjlDSgpDLjYIJwzDA

https://www.youtube.com/watch?v=-Eok_YcJA7Y&list=UUmlPBYdjlDSgpDLjYIJwzDA













Criatividade no auxilio aos animais

Muitos de nós gostaríamos de ajudar cães, gatos e outros animais que são explorados ou vivem abandonados perambulando pela rua, mas muitas vezes isso se torna muito difícil por varias condições que restringem nossas ações. Mas hoje vamos abordar maneiras criativas de ajudar os animais.

A primeira delas e mais importante é através de: “nossas escolhas diárias”. Por mais simples que isso pareça, essa é a maneira mais eficiente em colaborar com os animais. Escolher sempre em favor dos animais quando faz suas compras é uma maneira de forçar as industrias a respeita-los.

Quando você escolhe um produto de limpeza que não testa em animais, e divulga essa ideia a seus conhecidos, você auxilia essa empresa e a coloca em vantagem em relação às outras que não respeitam os animais. Assim se muitas pessoas fizerem o mesmo as outras empresas serão obrigadas a modificarem suas atitudes em relação a nossos irmãos caçulas.

Boicotar quem explora os animais em todos os setores, vai provocar uma mudança de atitude nos meios de produção e comercio que favorece os animais. Escolher entre roupas, sapatos e bolsas de tecidos vegetais em preferencia ao couro, cosméticos não testados em animais, evitar passeios em cavalos e charretes onde os animais são explorados, incentivar e divulgar a ideia de adotar animai e não compra-los como se fossem mercadorias, procurar modificar nossa alimentação para que ela não contribua para o sofrimento e morte dos animais, esses são alguns exemplos simples de ações em favor dos animais que podem ser feitas em nosso dia a dia sem grande esforço.

Pesquisa revela que cães enxergam donos como seus pais

POR ALEXANDRE DOMINGUES

Para você, seu cão é como um filho? Se a resposta é sim, a ciência dá a boa notícia: para seu cão, você também é como um pai (ou mãe).

Isso explica porque seu cachorro age como uma criança, mesmo se ele já seja idoso.

Foi realizado um experimento com 22 cachorros em uma pesquisa liderada pela veterinária Lisa Horn, da Universidade de Viena, na Áustria. Os cães foram separados em três grupos: um terço ficaria sem o dono, enquanto os outros seriam acompanhados por eles – mas parte dos donos deveria se manter em silêncio, e outra parte encorajaria os cães a fazerem atividades. Tudo o que os peludos precisavam fazer era interagir com alguns brinquedos. Em troca, claro, comida.

Os cachorros acompanhados por seus donos passavam muito mais tempo brincando. Por outro lado, nem a comida motivava os cães sem os tutores.

A pesquisadora reaplicou o teste, agora com os donos substituídos por pessoas desconhecidas. Nenhum dos cães mostrou muito interesse pelos brinquedos na nova fase do estudo.

Para Horn, os testes provam a existência da “área de segurança”. Ou seja, os cães se sentem mais seguros, confiantes e confortáveis com seus dos donos ao lado. Sem eles, tudo fica mais sem graça. E é exatamente o que ocorre na relação entre pais e filhos pequenos: o “efeito de base segura” encontrado na relação dono-cachorro, assim como na relação criança-pai.

Fonte: http://www.petrede.com.br/2015/cachorros/pesquisa-revela-que-caes-enxergam-donos-como-seus-pais/

Muita atenção ao escolher o pet shop

POR ALEXANDRE DOMINGUES

Relatos de maus-tratos a animais de estimação alertam donos para os cuidados na hora de escolher os estabelecimentos que devem garantir a saúde ou beleza do melhor amigo.

O mercado de animais de estimação no Brasil ocupa o segundo lugar absoluto no mundo. Fica atrás apenas dos Estados Unidos, de acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet). O país também ocupa o quarto lugar no ranking da população mundial de pets, com 106,2 milhões de bichinhos. As vendas de alimentos (pet food) continuam sendo a maior fonte de receita desse segmento, responsável por 65,7% do faturamento, seguidas por serviços (pet service), com 19% e que registraram o maior crescimento do setor, da ordem de 26% na comparação entre 2013 e 2012. Já a fatia dos cuidados (pet care) representou 8,1%, e a de produtos veterinários (pet vet), 7,2%. Diante dos números positivos, o setor atrai muitos que querem atuar no ramo, mas nem sempre são profissionais capacitados. Sendo assim, o consumidor dono de cães e gatos deve ficar atento, antes de escolher o pet shop ou clínica veterinária para seu melhor amigo. A formação profissional é o principal quesito a ser avaliado.

Dicas para acabar com a coceira do cachorro


Quem tem cachorro em casa sabe que o animal precisa receber alguns cuidados importantes. A falta de atenção, principalmente, com relação a higiene do bichinho pode provocar vários problemas.

Um deles é a coceira, geralmente, oriunda de sarna e pulgas. O primeiro caso trata-se de uma doença de pele, provocado por um acaro microscópico, chamado Sarcoptes Scabiei. O parasita faz uma espécie de “túnel” na camada mais profunda da pele do animal, causando uma coceira intensa.

O tratamento é simples e pode ser feito com o uso de produtos acaricidas durante o banho. Entretanto, dependendo da gravidade do problema o cão deve ser levado ao veterinário, para a aplicação de medicamentos mais fortes.

Manter sempre limpo o local onde o cachorro passa maior parte do tempo também é extremamente importante para evitar a sarna. Caso ele tenha alguma coberta para dormir, lave-a regularmente. Além disso, não se esqueça de dar banho no animal a cada sete ou quinze dias, dependendo do seu porte e da época do ano.

Fonte: http://www.petrede.com.br/2014/cachorros/dicas-para-acabar-com-a-coceira-do-cachorro/

Aprenda.birds: A inteligência das aves – Parte 1: esclarecendo (pré)conceitos

Por Julio Amaro Betto Monsalvo

A coluna Aprenda.birds está de volta, para tratar de um assunto pouco conhecido do público em geral, a inteligência das aves. Quando se fala em animais inteligentes (adjetivo meio vago, mas que em geral refere-se a uma combinação de capacidade de aprendizagem e solução de problemas, associada a uma boa memória), os primeiros que vem à mente quase sempre são mamíferos. Primatas, golfinhos, cães, elefantes… Quem estiver um pouco mais familiarizado com o assunto se lembrará de outros animais, como moluscos cefalópodes (especialmente os polvos) e, finalmente, certas aves: papagaios e seus parentes próximos; corvos e gralhas… Mas dá pra dizer o quanto essas aves são inteligentes? E seriam essas as únicas dentro desse grupo de animais a serem dotadas de uma maior capacidade intelectual?

Antes de mais nada, precisamos deixar algumas coisas bem claras. Quando vamos analisar de forma crítica o comportamento animal, nosso primeiro inimigo é uma coisa chamada antropomorfismo. Esse termo se refere a algo que qualquer pessoa já fez em algum momento da vida, mesmo sem notar: usar nosso próprio comportamento como base de comparação para interpretar as ações de um animal – e aí incluímos a parte mais ‘perigosa’, os nossos sentimentos! Não que isso seja de todo errado, já que nos faz notar que os animais podem, sim, ter emoções muito parecidas com as nossas. Desde as mais óbvias, como medo, raiva, alegria, etc.; até coisas que para muitos não estariam presentes nos animais ditos ‘irracionais’ (termo, aliás, sem qualquer valor científico) – como sensações de frustração e prazer, dentre outras.

A intoxicação de cães e gatos por carbamatos ("chumbinho")

Autora do artigo: Médica veterinária pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), Mestre em Ciências pelo Programa de Patologia Experimental e Comparada da FMVZ-USP e Doutoranda pelo Programa de Patologia Experimental e Comparada da FMVZ-USP.

Introdução

Os praguicidas da classe dos carbamatos aldicarbe e carbofurano têm uso preconizado exclusivamente à agricultura, para aplicação em solo, e não devem ser usado para outros fins. Os carbamatos são praguicidas inibidores reversíveis da enzima acetilcolinesterase, o que gera os sinais clínicos clássicos da intoxicação, conforme será descrito a seguir. A Secretaria de Defesa Agropecuária, órgão do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), através do Ato no 54, de 9 de outubro de 2012, cancelou o registro do aldicarbe no Brasil, conforme publicado no Diário Oficial. Entretanto, o produto ainda é comercializado no Brasil de forma ilegal, já que há países que ainda o utilizam, sendo vendido de forma clandestina, em frascos sem rótulo, nem posologia, o que por si já denota a irregularidade e o risco de seu uso (LIMA; REIS, 1995; CENTERS FOR DISEASE; PREVENTION, 1997; NELSON et al., 2001; REBELO et al., 2011). Salienta-se, porém, que o carbofurano é um produto de comercialização legal, e tem sido detectado nos exames toxicológicos em animais e pessoas (OTIENO et al., 2010; SAKUNTHALA TENNAKOON; KARUNARATHNA; UDUGAMPALA, 2013; GONÇALVES-JÚNIOR et al., 2014).

Após levar chute, cachorro chama matilha para destruir carro

Após levar chute, cachorro resolve se vingar e destrói carro, na China. (FOTO: Reprodução//Daily Mail)

Um motorista da China pagou caro ao desrespeitar um cachorro que dormia em uma vaga onde queria estacionar.

O homem, que não teve a identidade revelada, resolveu chutar o animal para que ele liberasse o local, quando percebeu que não poderia deixar o carro onde pretendia. Mas ele se deu muito mal. O cãozinho chamou a matilha inteira e eles, simplesmente, destruíram o veículo.

Segundo o jornal britânico Daily Mail, um vizinho ficou assustado com a movimentação durante a noite e resolveu filmar toda a ação.

De acordo com informações do tabloide, o chinês ficou assustado ao descobrir o que os cães fizeram.

Enquanto um cachorro destrói o limpador de para-brisas, outro ataca a lateral da lataria. (FOTO: Reprodução//Daily Mail)

Fonte: http://www.euamocaes.com/2015/03/matilha-destroi-carro-apos-agressao.html

Minha foto da semana

Minha foto da semana não é uma ave... não é um bicho,,, não é uma fruta... não é uma flor...


Tomateiro comunitário

Este tomateiro é especial primeiro porque nasceu e cresceu bem numa jardineira de 2 palmos...
Segundo porque tem me fornecido dezenas de tomates muito bonitos e saborosos há uns 40 dias... Para mim e para diversas pessoas que já experimentaram...
Ele subiu noutra planta como uma trepadeira...

Não fosse isso suficiente ontem vim saber que ele se lançou para o quintal do vizinho por cima do muro e tem dado muitos tomates por lá também!
Fiquei feliz ao saber disso mesmo não sabendo ele estava lá fazendo o serviço dele... Tomates me dando lições... rs

_ Bom proveito! Posso tirar uma foto?






Festa Verde - Fotos

Eram bandos de periquito-rei que de vez em quando se juntavam e formavam um bando maior...
Chegaram até a confraternizar com 2 pombões...















Curicacas - Fotos e Vídeo

A curicaca é uma ave da ordem dos Pelecaniformes da família Threskiornithidae. Seu nome popular é onomatopaico, semelhante ao som do seu canto, composto de gritos fortes. Conhecida também como despertador (Pantanal), carucaca, curicaca-comum, curicaca-branca e curicaca-de-pescoço-branco. É um dos poucos predadores que não se incomodam com as toxinas liberadas pelo sapo (Bufo granulosus), por isso este anfíbio pode fazer parte de sua dieta.

Vi de longe dois bichos grandes, fora do padrão do local que é um pasto nos arredores da cidade por onde costumo andar com meus cãopanheiros...
Com a cam pude ver que eram 2 curicacas ciscando no chão que nem umas galinhas... rs

Desta vez eu tirei várias fotos e filmei bem de perto, lindas. mansas e simpáticas... Nunca mais as vi por aqui.

Veja o VÍDEO.





 Eu só havia visto e fotografado curicacas uma vez, um bando delas se recolhendo para dormir numa antena... Pouca luz e longe... Mal deu para ver a beleza delas...



Conheça a Medicina Veterinária Tradicional Chinesa

Por Carolina Haddad

A Medicina Tradicional Chinesa (MTC) é uma medicina milenar, de 5.000 a.C., que possui 5 bases:

1. Acupuntura
2. Fitoterapia Chinesa
3. Dietoterapia
4. Tui Na (massagem chinesa)
5. Respiração (Qi Kung)

Dessas cinco bases, aplicamos nos animais as de 1 a 4, na Medicina Veterinária Tradicional Chinesa.

A MTC é mais conhecida no Ocidente como acupuntura, sendo que esta é somente 1 das 5 bases. Contudo, além da acupuntura, também aplicamos aos pacientes do mundo animal a fitoterapia chinesa, a dietoterapia (uso da Alimentação Natural balanceada para cada paciente) e o Tui Na (massagem chinesa).
A Medicina Tradicional Chinesa também trata problemas comportamentais. (FOTO: Flickr//dagnyg)

Mãe tico-tico e filhote chupim - Fotos

"Também conhecido por azulego, maria-preta, chopim, chupim, chupim-vira-bosta, melro, godero, gaudério, cupido (Maranhão) e engana tico; o vira-bosta é uma ave passeriforme da família Icteridae. É provavelmente a ave mais odiada do Brasil, principalmente por causa de seus hábitos reprodutivos parasitários, pois nunca cuida de seus próprios ovos, sempre os botando nos ninhos de outras aves para que elas criem seus filhotes. Nada menos do que 55 espécies já foram listadas como hospedeiras, desde aves maiores até menores do que o vira-bosta.

O hábito de fuçar nas fezes do gado a procura de sementes mal digeridas lhe confere seu nome popular vira-bosta."

A mãe adotiva (tico-tico) ia e voltava buscando e trazendo comida para o filhote chupim (as vezes demorava uns 5 min para voltar) e a cada vez que ela saía ele ficava gritando e reclamando... Eita bichinho guloso...