12 maneiras simples de tornar seu cachorro mais calmo

Caminhadas diárias: fundamentais.
Quando você chega em casa, seu cachorro parece que enlouquece? Ele pula até não poder mais, faz xixi, late, etc.? Rói a casa, os móveis? Te chama o dia inteiro? Faz festa até de madrugada?

Não, seu cachorro não está ficando louco! (Ainda bem…)

Muitas pessoas andam escrevendo para o site ultimamente desesperadas com os cães que tem. São os mais incríveis(e, às vezes, até engraçados) relatos. É cachorro que morde os dedos, que cava buracos no quintal todo, que vai para a casa dos vizinhos pulando o muro… Seu cachorro é assim? CALMA!

Pois é, essa é a nossa dica número 1.

1 - Antes de qualquer coisa aceite que seu cachorro é um cachorro.
Por mais estranho que isso possa parecer, muitas pessoas humanizam os cachorros tanto, mas tanto, que acabam esquecendo a natureza deles. Então, aceite e tenha paciência. Antes de qualquer coisa, é fundamental que seu cachorro esteja sempre limpo e com ração e água frescas. Além disso, você precisa entender que cachorros são animais que p-r-e-c-i-s-a-m gastar energia. Se você quiser ignorar isso, nada vai dar certo. Portanto, respire bem fundo, acalme-se e vamos aos próximos passos, onde você aprenderá maneiras criativas sobre como gastar a energia no dia-a-dia.


2 – Vamos passear?
Outro hábito que é da natureza dos cães é passear. A maioria deles ama dar uma voltinha na rua, mas é muito importante que seu cachorro tenha esse hábito diário para tornar-se mais calmo. Além de gastar energia, o contato com outras pessoas e cães faz com que o estresse do dia-a-dia diminua. De quebra, você e ele ainda reforçam os laços de amizade. Os passeios devem ser feitos durante 60 minutos por dia. Nas 2 primeiras semanas, comece com 30 e passe para 45 minutos. Obviamente, se seu cachorro se cansar muito, fale com o veterinário e reduza  a carga diária. DICA: Sempre passeie com seu cão com a guia (evita fugas) e placa de identificação nos horários menos quentes do dia. Leve sempre um pouco de água fresca para que ele possa se manter hidratado. E sempre, sempre cate as fezes na rua.

3 – Escadas. Vamos nessa?
Parece que essa é uma outra dica óbvia, mas não é. Muitas pessoas nem se dão conta de quanta energia uns lances de escada podem gastar(2 ou 3 já está de bom tamanho). Portanto, coloque a preguiça de lado e abandone o elevador! Suba e desça as escadas do seu prédio ou casa ao lado do seu melhor amigo.
Tem escadas disponíveis? Use-as!

4 – Não tem tempo para passear? Tente buscar um passeador.
Não, essa não é uma alternativa barata. Entretanto, pode ser muito útil para você que não tem tempo algum para ir até a rua passear. Se não tiver condições financeiras, peça para alguém da sua família fazer isso, sempre com responsabilidade. No caso de um passeador profissional, busque sempre um profissional de confiança e procure por referências.

5 – Esconde-esconde.
Quer manter seu cachorro ocupado por uns minutos? Use essa brincadeira antiga. Não, você não precisa se esconder, mas que tal esconder uns grãozinhos da ração diária na caminha, sob algum objeto ou nos brinquedos? Além de ser um exercício mental, é divertido demais, porque faz com que o cachorro use o faro. E o melhor: você se cansa pouco.

6 – Gelo, um aliado.
Para os filhotes, é uma maravilha. Para os adultos, é refrescante nos dias de calor. Nesses dias, experimente congelar algum brinquedo – limpo - e dar para o cachorro. Não é só ele que vai se divertir. Isso garantirá, para você, umas boas risadas.
Gelo: ajuda a diminuir os roídos nos móveis.

7 – Ossos: eles te ajudarão a salvar sua amada mesinha.
Essa dica é para os cães-cupim, aqueles que adoram dar uma ruída nos nossos móveis. Ossos são uma ótima maneira de o interesse sair de onde não pode. Eles ajudam, ainda, na saúde dos dentes. Vale lembrar que “roer” é uma necessidade básica canina.

8 – Não grite, não bata.
Esse tipo de comportamento só vai deixá-lo ainda mais agitado e até latindo. Além de que o cachorro pode se assustar e tentar se defender.

9 – Esportes.
Dependendo da cidade, existem locais próprios para os cães praticarem esportes, com ou sem o dono. Uma espécie de “creche” pode ser a aliada, assim como outros locais próprios. O agility é um dos esportes mais conhecidos e indicados para tornar o cachorro mais calmo, mas você pode, também, procurar alternativas gratuitas. Que tal sair da esteira da academia e ir correr na rua, com seu cachorro? Além de economizar dinheiro com adestrador e passeador, você economiza com academia. Lembre-se de usar os materiais adequados para isso.
Agility pode ser um ajudante.

10 – Brinque com seu cachorro sempre que puder.
Correr, jogar a bolinha, o brinquedo… Sempre uma maneira boa de divertir e ocupar o tempo com algo legal. A felicidade do cachorro, certamente, irá às alturas.

11 – Não ofereça ração apenas uma vez ao dia. Divida.
Dica pouco conhecida, mas importante demais. É fundamental dividir duas vezes ao dia. O ideal, para cães filhotes, é de três. Isso torna o cachorro menos agitado e possivelmente pedirá menos comida humana durante o dia.

12 – Fale com o veterinário.
Obviamente, você não precisa fazer todas as coisas que esta matéria indica. Vá fazendo aos poucos, até perceber um ponto ideal para seu cachorro ficar menos agitado. Conversar com o veterinário é importante, pois ele pode te explicar os mecanismos e tirar dúvidas eventuais. Caso a agitação excessiva permaneça, procure-o para que possa verificar o que anda acontecendo e, talvez, até indicar algum remédio. Os florais de Bach podem ser uma boa opção.

Fonte: http://www.euamocaes.com/2011/11/12-maneiras-simples-de-tornar-seu.html

Matéria relacionada:
7 maneiras de brincar com o cachorro em casa ou em apartamento.




Nenhum comentário:

Postar um comentário